terça-feira, 21 de outubro de 2014

Projeto Através do Conto Qualidade de Vida e Prevenção( na íntegra)

Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas
Escola EMEF ” Francisco Álvares Florence”

Tutor: Marcos Aurélio Formiga Cabral

ATRAVÉS DO CONTO QUALIDADE DE VIDA E PREVENÇÃO




                                                                            
                                                        Vilma Aparecida Rogante Orlando
                                                         Rita de Cássia Medeiros Bessane

Novo Horizonte, setembro de 2014


1. CONTEXTUALIZAÇÃO

A EMEF”  Francisco Álvares Florence” FAF, é a escola mais antiga de Novo Horizonte e foi municipalizada em 2008, , possui um diretor, dois vice-diretores e dois Assessores  Técnicos Pedagógicos e funciona em dois turnos.
Dados do IDEB, em 2012, classificou a escola como uma das melhores do Estado de São Paulo e do Brasil. Neste ano a rede municipal de ensino ficou classificada a primeira no estado de São Paulo e a segunda do Brasil.
Os espaços que temos disponíveis na escola, são: quadras, anfiteatro,biblioteca e sala de estudo, sala dos professores e pátio.Temos também o pólo municipal onde são realizados os HTPCs.
Como recursos pedagógicos, a escola oferece: TVs, notebooks com acesso a internet, multimídias, biblioteca, laboratório de ciência, jogos diversos, sala de Arte, jornais, revistas, gibis, instrumentos musicais, anfiteatro e memorial, proporcionando aos professores variadas práticas didáticas.
Nossos 900 alunos possuem faixa etária de 10 a 15 anos, os estudantes residem próximos à escola e também da zona rural. A maioria filhos de trabalhadores vinculados as usinas de cana de açúcar, comércio, oficinas diversas, construção civil, etc.
Os laços entre a escola e familiares são estreitos e a participação constante dos responsáveis, faz com que os alunos, apresentem melhor desempenho escolar. A família, presença constante na escola, também é grande parceira e fornecedora de informações quanto ao aluno em questão, para oportunamente serem tomadas as providências necessárias. Enfim, Direção e Coordenação Pedagógica, juntamente com professores, tornam-se um canal sempre aberto para diálogos e resolução de problemas.
Quando os alunos iniciam o 6º Ano, é feito uma sondagem pedagógica para detectar suas necessidades e habilidades. A seguir é feita uma triagem onde são relacionados os alunos com maiores dificuldades e encaminhados para Sala de Aperfeiçoamento Pedagógico. Onde ocorre um trabalho individualizado, de acordo com as necessidades destes alunos. A seguir, ocorre observação constante pelos professores  e se detectado eventuais problemas, como déficit de atenção entre outros, ocorre o encaminhamento à psicólogo, fonoaudiólogo e até mesmo psiquiatra. Existem alunos que já são laudados e fazem uso de medicação adequada, para um melhor equilíbrio e desempenho, assimilando melhor os conteúdos.
A nossa comunidade escolar é muito interligada. Não há casos de uso de drogas ilícitas, se houvesse, seria do conhecimento de todos, o que não ocorre no momento. As famílias possuem ”certa estrutura”, participativos na escola, orientando esses jovens ao não consumo. Como relação ao corpo docente, funcionários, direção e coordenação não consta o uso de álcool, em nenhum que se exceda, tão pouco o uso de outras drogas, exceto medicação contínua para tratamento médico.
A escola participa de vários programas, entre eles o PROERD e o CREAS, de maior representatividade, órgão como CIMCAB e OECA, dos quais muitos alunos participam, também com essa questão, o que de certa forma faz com que os alunos recebam, toda orientação necessária.
Quando se considera a prevenção no contexto escolar deve-se dar ênfase ao investimento na formação de profissionais qualificados, bem treinados e habilidosos para lidarem de forma correta com o que surgir. Deve-se envolver toda equipe escolar e colocar o adolescente como participante ativo do processo de elaboração do projeto utilizando linguagem acessível e escutando-o sobre sua realidade. Orientando-o quanto ao risco do uso de drogas, de forma aberta, sem atitudes negativas, punitivas, preconceituosas e excludentes.
Optamos em desenvolver o eixo 1- Integração da Prevenção no Currículo Escolar, com a Sala de Aperfeiçoamento Pedagógico, nos utilizando do currículo escolar, com atividades integradas entre as diferentes disciplinas na mesma temática. A Rede Municipal utiliza a Apostila Expoente, trabalhar o tema: Água. Também pelo conto “Pinóquio” abordaremos os temas e faremos dos alunos os protagonistas de todo processo. Aproveitar de coisas do dia-a-dia, assim nos aproximando ainda mais de nossos alunos, num espaço reflexivo e de questionamentos em rodas de conversas, que possibilitam o diálogo e o esclarecimento, com ações participativas, criativas e motivadoras, construindo a formação de atitudes de equipe, convivência em grupo, regras e disciplina. Criando maiores vínculos afetivos entre professores e alunos, desenvolvendo relações amistosas e de cooperação.
A família sendo parceira em todo processo e ajudando e sendo ajudada quando necessário, ampliando a habilidade de escuta e diálogo para favorecer a comunicação e a orientação à família. Quando os laços se fortalecem, as vulnerabilidades se reduzem, e dentre elas, os riscos do uso de drogas. Fortalecermos as parcerias internas e externas de apoio a comunidade, assim possibilitar a prevenção ao álcool e outras drogas e proporcionando uma melhor qualidade de vida.


         2.REFERENCIAL TEÓRICO


                Na escola, é possível favorecer a construção de projetos de vida, ao interferirmos pontualmente naquilo que está ao nosso alcance como criar condições para que a escola se torne um espaço de participação, realização e criação, e não de fracasso ou exclusão. Cabe à escola oferecer situações instigantes como parte de seu processo educativo que respondam às necessidades e motivações do adolescente. (SENAD 2014 p.117).
            Nossas propostas estão alinhadas à Política Promoção de Saúde e da Educação Integral, orientada pelo Ministério da Educação (MEC), que foram apresentadas neste curso para fundamentar suas ações preventivas. (SENAD 2014).
            Nosso planejamento irá integrar representantes dos diferentes segmentos da escola, como: diretores, coordenadores, professores, funcionários, estudantes, famílias e comunidade.     
            O projeto será parte de um conjunto social e participará em projetos mais amplos nas políticas públicas.
            Para se entender que cabe à escola a função de ensinar e de educar, recai, especialmente sobre o professor desempenhar um papel ativo de organizar, conduzir e mediar o processo educativo. (SENAD 204 p. 29).
            Desta forma, os alunos irão trabalhar com significado envolvendo debates livres e vivências, mediado e facilitado pelos professores em ambiente confortável de modo que confiem e procurem ajuda quando tiver dúvidas ou problemas.
            O tema da promoção da saúde não é exclusivo de nenhum componente do currículo. Deve ser abordado na perspectiva interdisciplinar e integrado às diferentes áreas do conhecimento de forma motivadora e coerente com os interesses e com as necessidades dos alunos. (SENAD 2014, p.202).
             Faremos um projeto interdisciplinar que integre as disciplinas tradicionais e temas debatidos socialmente, com ações que estejam vinculadas a um projeto amplo e contínuo e não limitado as ações pontuais.Como temas de uma melhor qualidade de vida e prevenção ao uso de drogas integrados às disciplinas tradicionais na escola.   
            A escola encontra-se diante de um novo desafio e, nesta circunstância, educar para prevenção apresenta-se como a melhor alternativa para o enfrentamento do consumo de drogas entre estudantes. Prevenção significa dispor com antecipação, impedir ou pelo menos reduzir o consumo. (Psicologia Educacional p.1).
            Prevenção se faz com a valorização da vida. Trataremos de temas como inclusão e exclusão, cidadania, diversidade e pluralidade cultural e outros.
            Segundo Fonseca (2006), faz-se urgente estruturar uma dinâmica de implantação em prevenção ao abuso de drogas nas escolas. E, “a melhor forma de se chegar com a Mensagem Antidrogas ao jovem é municipalizando as ações de prevenção contra as drogas” (BRASIL, 2000, não paginado). As estratégias de municipalização possibilitam incrementar medidas estruturadas em plano, programa e projeto que tornam a prevenção mais próxima às instituições escolares. Fonseca sugere que o caminho a ser percorrido deve incluir, necessariamente, as seguintes instâncias:
Município. Com a municipalização, viabiliza-se o Plano de Ação relacionado à redução da demanda de droga. A função do Plano é elaborar políticas, objetivos e metas, traçar as diretrizes e estratégias de caráter geral.
Secretaria de Educação. Tem sob sua responsabilidade a elaboração e gestão de um Programa Preventivo que decorra do Plano. Deve buscar parcerias com entidades e instituições que se disponham a essa finalidade.
Escola. É o lugar privilegiado para intervenções educacionais. Deve elaborar projetos que assegurem ações preventivas intensivas e duradouras, tendo como guia o Plano de Ação e o Programa Preventivo. Na prática escolar, a prevenção ao abuso de drogas torna-se viável por intervenções nas condições de ensino e, principalmente, são direcionadas ao projeto político pedagógico, à gestão escolar e à abordagem educacional, como apresentados na sequência.( Psicologia Educacional p.1) .
A prevenção será feita, mesmo reconhecendo que é importante tratar da temática das drogas de forma específica e proporcionando a reflexão e as mudanças de hábitos para uma melhor qualidade de vida.   
            Sabemos que a promoção da saúde deve ser vista de forma integral e devemos apresentar aos alunos diversas possibilidades de abordar o assunto.
            Por isso, é tão importante que o assunto seja incluído nas disciplinas curriculares e também nas atividades de natureza interdisciplinar da escola, tais como visitas, passeios, excursões, peças teatrais, etc. Isto irá trazer mais aproximação com o aluno e fará com que tenha mais confiança, tornando o ambiente mais favorável à criatividade, à autonomia e  à diversidade, propício para que o aluno se desenvolva, construindo valores, refletindo sobre sua saúde e suas escolhas. 


3.OBJETIVOS (Gerais e específicos)


Objetivo Geral
·         Promover aos alunos do Projeto Aperfeiçoamento Pedagógico, orientações, incentivo e fortalecimento de ações de promoção à saúde, e a prevenção ao uso do álcool e drogas e consequentemente, melhorar a qualidade de vida destes alunos influenciando no modo de pensar e agir, refletindo em seu presente e futuro, na vida e para a vida.

Objetivos Específicos
·         Conhecer o que os alunos sabem sobre os temas abordados suas principais dúvidas, e necessidades e planejar atividades adequadas;
·         Considerar a realidade deste aluno, a realidade de vida e identificando os fatores de risco e proteção em relação ao uso do álcool e outras drogas;
·         Incentivar a reflexão, desenvolvendo o espírito crítico sobre a própria realidade e vivência, com a realidade local e geral do problema;
·         Desenvolver o auto-conhecimento e a busca por comportamentos saudáveis;
·         Estimular a construção do conhecimento pelas trocas, pesquisas, reflexões e análises;
·         Estimular a expressão de sentimentos e opiniões, desenvolvendo as habilidades sociais;
·         Apresentar conceitos realistas e não preconceituosos;
·         Desenvolver os temas qualidade de vida e drogas, integradas aos conteúdos pedagógicos explorando a transversalidade dos temas;
·         Estimular o interesse do aluno e o senso crítico, proporcionando uma visão realista e correta a respeito do uso do álcool e outras drogas e a maneira de agir diante delas.


                                     4.SUJEITOS DA INTERVENÇÃO
                        A escola EMEF “Francisco Álvares Florence” , situa-se na Alameda Roberto Della Togna, 1233 – Vila Patty , na cidade de Novo Horizonte – SP.Oferece Ensino Fundamental II , são alunos de 5ª a 8ª séries, na faixa etária de 10 a 15 anos. Em 2008 a escola foi municipalizada.
                        Desenvolve uma vivência de práticas pedagógicas e de projetos ousados o que se constitui uma prática constante nessa instituição de ensino, os quais têm elevado grau á autoestima de toda comunidade escolar e rendido à escola segundo dados do IDEB em 2010, classificou a escola como uma das melhores do Estado de São Paulo e do Brasil.
                        No começo do ano é feita uma avaliação diagnóstica com os alunos de 5ª série, 6º ano, nesta avaliação se constado a necessidade do aluno ser trabalhado de forma diferenciada, com acompanhamento mais próximo, este aluno passa por diversos profissionais na área da saúde, e se laudado é encaminhado para a Sala de Aperfeiçoamento Pedagógico, nesta sala eu professora Vilma sou responsável por todo direcionamento dos trabalhos, onde ocorre um trabalho individualizado ao aluno conforme suas necessidades, desenvolvendo de maneira a suprir  as defasagens, quando supridas o aluno retorna a sua sala de origem.Estamos com uma turma, no período manhã e outra à tarde.
                        São estes alunos que serão os protagonistas no Projeto Através do Conto Qualidade de Vida e Prevenção. O projeto possui um caráter interdisciplinar, irá envolver os professores das diversas áreas do conhecimento, os alunos e com o apoio da equipe gestora da escola. Em nossa proposta pedagógica é fazer que pelo conto de fadas Pinóquio, o tema água que está inserido na Apostila Expoente e faz parte do currículo escolar entrelaçando as diversas disciplinas, bem como a conscientização para uma melhor qualidade de vida e prevenção ao uso de drogas.
O ser humano possui imensa capacidade em transformar o meio em que vive, assim, enquanto educadores, é tarefa nossa investir na formação de um ser capaz de interferir no seu cotidiano, ator de sua história, promovendo melhorias coletivas, inspiradas nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade, preparando o aluno para exercer a cidadania e ter uma melhor qualidade de vida.


5.METODOLOGIA


                Ao se tratar de saúde e de drogas nas diversas disciplinas é muito importante o diálogo, a roda de Conversa e que sejam utilizadas vivências, relatos, exemplos familiares dos alunos, tudo seja retirado do contexto de vida dos mesmos, seja com os pares que convivem, seja em apoio a outras redes, como a família e a escola, sem preconceitos e discriminações.
            Abordaremos os assuntos qualidade de vida e a temática das drogas, promovendo a saúde, adequando a realidade da escola e das turmas, diluído nas diferentes atividades curriculares.
            Desenvolvendo programas fundamentados cientificamente, integrando o tema qualidade de vida e prevenção do uso de álcool e outras drogas com ações escolares, realizando uma educação abrangente, que compreenda as diferentes dimensões da vida dos estudantes, de modo que os alunos construam conhecimentos, participando das tomadas de decisões em todo processo de educar, pesquisar e compartilhar, como algo que proporcione mais prazer, harmonia, respeito e confiança, descobrindo novos caminhos.
            Traduzindo-se assim numa linguagem que possa ser entendida dentro e fora do âmbito escolar.
            O produto final pode ser em uma exposição, uma peça teatral, uma música ou outra forma que o grupo seja democrático e aberto á criatividade, resgatando tudo que foi vivido, demonstrando a forma de entender as relações que foram acontecendo durante o desenvolvimento do projeto, valorizando os alunos em todas suas dimensões, afetivas, sensitivas, intuitiva, imaginativa, criativa, transformando o espaço para o aprendizado, na oportunidade de aprender uns com os outros, resgatando a autoestima, o auto-descobrirem, falarem sobre suas experiências de vida, de seus sentimentos, lançando mão do potencial imaginativo  e criativo dos grupos.
            A prevenção será mais abrangente e eficaz se tiver como objetivo o desenvolvimento da capacidade de escolhas dos indivíduos. Uma pessoa bem informada e, com uma consciência crítica desenvolvida tem mais possibilidades de tomar decisões e evitando riscos e favorecendo sua saúde. Pessoas conscientes, livres, responsáveis e comprometidas com valores éticos de promoção a saúde individual e coletiva.
            As diversas disciplinas serão trabalhadas com transversalidade: 

            Língua Portuguesa: pela leitura do conto de fadas”Pinóquio”, com questionamentos e reflexões em Roda de Conversa ( verdade e mentira; pessoas conhecidas e estranhas; confiar e desconfiar;a obediência e a teimosia; riscos; perigos; o abuso, etc.) Leituras de variedades textuais abordando os temas necessários para o desenvolvimento dos trabalhos e para nos aprofundar nos assuntos quanto a prevenção ao uso de álcool e drogas; dinâmicas diversificadas; cruzadinhas; caça-palavras; jogos; quebra-cabeça; Jogo da Memória; o DVD “Pinóquio”. A música: ” Terra Planeta Água” de Guilherme Arantes Na biblioteca ler o livro “Uma Vida Duas Histórias” permitindo assim o maior aprofundamento. O fechamento será desenvolver livro com esta história e as atividades desenvolvidas.
Matemática: Tabelas; gráficos; exercícios de raciocínio; continhas utilizando as quatro operações; frações; cruzadinhas; enígnas; caça palavras; cubos mágicos; envolvendo o conto de fadas “Pinóquio” e os temas: água; prevenção e proteção ao uso de drogas e medicamentos, bem como a qualidade de vida .Para o fechamento será montado com dados e personagens da história Pinóquio.
Ciência: Trabalhar a apostila Expoente, conhecendo a quantidade de água existente no planeta, estados físicos da água (sólido,líquido,gasoso); Mudanças dos estados físicos da água ( fusão, solidificação,vaporização,condensação e sublimação); O Ciclo da água. Leituras de textos diversos; exploração oral e escrita com atividades relacionadas; caça-palavras; cruzadinhas; etc. Fechamento com visitações a seguir:
Visita à Estação de Tratamento da Água (ETA) e Estação de Tratamento de Esgoto (ETE); SABESP. Conhecendo todo o trajeto da água que abastece nossa cidade desde a captação no rio até chegar à nossa casa. Esses tratamentos proporcionam qualidade de vida nos protegendo contra doenças..
Visita à Usina Santa Isabel, conhecer o viveiro de mudas, colocar o aluno para realizar o plantio de mudas, conhecer técnicas do plantio de sementes, a usina realiza o reflorestamento com estas mudas, conhecer o mais próximo.
Visita à vários setores da usina conhecer os processos, desde a cana no caminhão e as etapas para chegar a fabricação do álcool, geração de energia e açúcar o empacotamento, armazenamento, carregamento nos caminhões para ser distribuído. Um engenheiro, funcionário da usina nos orientará durante todo percurso, explicando os processos, juntamente com a professora de geografia Elisabete, responsável pelo Centro Educacional Ambiental “Walter de Biasi Filho” .
Iremos plantar em caixotes nossa horta, estes serão pintados na aula de arte, trabalharemos sobre alimentos, bem como a Pirâmide Alimentar. A horta será todo tempo cuidada pelos alunos nos dois períodos. Iremos verificar o valor das vitaminas nos alimentos e conscientização de uma alimentação saudável.
Geografia: Oceanos, mares e continentes, matérias de nossa apostila, com textos diversos com atividades relacionadas, assistiremos à diversos vídeos no You Tube : Conhecendo os Oceanos ( Oceano Glacial Ártico; Oceano Glacial Antático; Oceano Pacífico;Oceano Atlântico; Oceano Índico). Conscientização de preservação e de cuidado com o meio ambiente, bem com, compreender os reflexos que as ações do homem causam ao planeta. Fechamento com a visitação a seguir:
Visita ao Centro de Educação Ambiental “ Walter de Biasi Filho”professora Elizabete responsável pelo Centro, na sala que representa água, ela mostrará os oceanos no ”Globo Terrestre” iluminado. Os alunos irão ver a maquete do Tratamento da água e esgoto de Novo Horizonte. Alguns tubos de vidro nos mostrará a quantidade de água do planeta, abordará a quantidade de água gasta nas diversas tarefas diárias e na nossa higienização, conscientizando os alunos a preservação da água.
Numa outra sala do projeto a professora abordará sobre solo e verificar, algumas caixas com os tipos de solos, falar sobre cada um deles, ver o minhocário e explanar  sobre este assunto.
Utilizará de multimídia  com vídeos diversos sobre lixo, como é o aterro sanitário de Novo Horizonte, como é feita a separação do lixo em nossa cidade e o processo de reaproveitar materiais recicláveis para transformar em algo útil para ser utilizado novamente. Conscientizando sobre o cuidado com a natureza.
História: Conhecer a história da antiguidade onde não existia tratamento de água e esgoto, relacionando com o tratamento de água e esgoto vivenciados na visita a ETA ( Estação de Tratamento da Água) e ETE ( Estação de tratamento do Esgoto).
Trabalhar noções de higiene pessoal, em casa, na escola, na rua, no bairro, na cidade, enfim conscientização de bons hábitos de higiene, além de promoverem a saúde, ajudam a prevenir doenças e se desenvolve uma melhor qualidade de vida.
Assistir ao filme: O Flautista de Hamelin é uma história clássica na qual o flautista livra a cidade de uma peste de ratos e ressalta a importância de se cumprir os tratos feitos. Haverá debate oral sobre o filme envolvendo diversos assuntos ressaltando a qualidade de vida e a prevenção ao uso de drogas.
Inglês: Roda de Conversa: O que sabem sobre higiene pessoal, trabalhar a escrita de palavras relacionadas á higiene pessoal; trabalhar banco de palavras, caça-palavras, cruzadinhas, atividades, etc.
Os alunos irão trazer embalagens de produtos de higiene corporal, irão fazer rótulos , nomeando e etiquetando estes produtos. O fechamento será montando um jogo.
Jogo: Produto e Nome, os alunos terão que relacionar produtos de higiene pessoal  colocando o rótulo correspondente.
Educação Física: Roda de Conversa: Qualidade de Vida, o que os alunos entendem sobre o assunto, sobre seus hábitos e o direcionamento para uma boa alimentação e nutrição, realizar atividades físicas e práticas corporais; atividades de  coordenação motora; a importância da saúde mental e o lazer.
O professor juntamente com os alunos irão, fazer suas pipas e soltá-lasdando fechamento aos trabalhos será feito um passeio na represa local, onde serão realizados exercícios físicos em aparelhos existentes no local.
Arte: pintar caixotes de madeira e personalizar para o plantio da horta que os alunos farão.
Confeccionar com caixas de leite fantoches da história: Pinóquio. Ensinar os alunos manusearem os fantoches, ensaiar peça teatral Pinóquio, que será apresentada pelos alunos da Sala de Aperfeiçoamento Pedagógico. Produzir um filme. Postar no Blog : WWW.projetovilma.blogspot.com.br , bem como atividades, fotos, depoimentos, enfim tudo que estiver relacionado ao desenvolvimento do projeto.
O tema saúde está integrado a outros fatores que compõem a vida (cultura, valores, espaço social) e não pode ser visto de modo isolado, portanto, há necessidade de se estabelecer um elo entre eles. A articulação desses fatores no currículo da escola, com incorporação de todas as áreas do conhecimento que o estruturam, dá formato a um currículo “vivo”, em que os conteúdos curriculares não são vistos como um fim em si mesmos,  mas como meios básicos para constituir competências cognitivas e sociais.
O tema da promoção da saúde não é exclusivo de nenhum componente do currículo. Deve ser abordado na perspectiva interdisciplinar e integrado às diferentes áreas do conhecimento de forma motivadora e coerente com os interesses e com as necessidades dos alunos, tornando-se flexível e dinâmico.
Comprometida com a melhoria da qualidade de vida de toda a população, a escola, como parte de um conjunto social, deve também participar de projetos mais amplos nas políticas públicas. ( SENAD 2014, p.202).
Desenvolvendo pessoas conscientes, responsáveis e comprometida com valores éticos de promoção à saúde individual e coletiva.


6. REFERÊNCIAS
ADSON. Vasconcelos, Fernanda Beleza, Regina Vilaça.Oficina de Literatura. Vol. 04 – 4º Ano.P. 07 a 27, Editora Ridel.
ASSAD. Zilma. Uma Vida Duas Histórias. Ed,Paulus.
BRASIL. Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas. Curso de prevenção do uso de drogas para educadores de escolas públicas/Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Ministério da Educação. – 5. ed.,atual. – Brasília: Ministério da Justiça, 2014.
FONSECA, M. S. (2006). Prevenção ao abuso de drogas na prática pedagógica dos professores do Ensino Fundamental. Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas, Campinas – SP.
IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Atlas Geografia Escolar.Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano/ IBGE 2010. Rio de Janeiro,RJ.
SANFELICE. Elizabeth. Apostila Expoente – Ensino Fundamental 6º Ano.



Fotos referentes ao projeto publicadas em 12/09, neste blog, verifiquem todo trabalho desenvolvido.


2 comentários:

  1. Obrigada Daniele,fique com Deus e obrigada por ter comentado.Beijos

    ResponderExcluir