quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Projeto Carnaval

PROJETO CARNAVAL


Alunos atendidos: Maternal  II
Professora: Vilma 
Duração: 1 semana
Justificativa:
            Desde pequenas, as crianças aprendem muito, sobre o mundo, fazendo perguntas e ouvindo fatos e histórias dos seus familiares, amigos até mesmo assistindo TV, vídeos e ou foliando e apreciando revistas e jornais.
            Vivenciam também experiências e interagem num contexto de: conceitos, gostos e costumes formando suas idéias e conhecimentos sobre o mundo que a cerca.
            Através deste pensamento será trabalhado o tema "O Carnaval", de forma integrada indo de encontro aos interesses das crianças, respeitando suas necessidades, curiosidades e idéias.
Objetivo geral:
* Interessar-se e demonstrar curiosidade pelo mundo pela oralidade,  interação e socialização.
Objetivos Específicos: * Reconhecer o carnaval brasileiro como a maior festa do mundo;
* Conscientizar as crianças no sentido de que é preciso não confundir diversão com confusão;
* Desenvolver o gosto pela leitura;
* Desenvolver a linguagem oral;
* Desenvolver o gosto por  músicas carnavalescas;
* Desenvolver a percepção e a coordenação motora;
* Estimular o ritmo;
* Despertar e educar a atenção e a observação;
* Proporcionar liberdade de auto-expressão;
* Possibilitar habilidades com as mãos; desenvolver o espírito criador;
* Trabalhar com psicomotricidade;
.
Conteúdos:
* O Carnaval;
* Linguagem oral ;
* O fazer artístico;
* Apreciação musical
* Expressividade
* Equilíbrio e coordenação;
Estratégias: *Música
* Dança,
* Pintura;
* Festa de carnaval;
* Brincadeiras infantis;
* Recorte e colagem;
* Cds;
* Máscaras;
Avaliação: A avaliação será realizada permanentemente comprometida com o desenvolvimento das crianças. Será observado o que as crianças sabem fazer.


Painel feito com a ajuda dos alunos, pintaram o fundo com o dedinho e tinta guache colorida.



MARCHINHAS DE CARNAVAL
MAMÃE EU QUERO


Jararaca-Vicente Paiva, 1936

Mamãe eu quero, mamãe eu quero
Mamãe eu quero mamar
Dá a chupeta, dá a chupeta
Dá a chupeta pro bebe não chorar

Dorme filhinho do meu coração
Pega a mamadeira e vem entrá pro meu cordão
Eu tenho uma irmã que se chama Ana
De piscar o olho já ficou sem a pestana

Olho as pequenas mas daquele jeito
Tenho muita pena não ser criança de peito
Eu tenho uma irmã que é fenomenal
Ela é da bossa e o marido é um boçal

Ô BALANCÊ

Braguinha-Alberto Ribeiro, 1936

Ô balancê balancê
Quero dançar com você
Entra na roda morena pra ver
Ô balancê balancê

Quando por mim você passa
Fingindo que não me vê
Meu coração quase se despedaça
No balancê balancê

Você foi minha cartilha
Você foi meu ABC
E por isso eu sou a maior maravilha
No balancê balancê

Eu levo a vida pensando
Pensando só em você
E o tempo passa e eu vou me acabando
No balancê balancê

ABRE ALAS


Chiquinha Gonzaga, 1899

Ó abre alas que eu quero passar
Ó abre alas que eu quero passar
Eu sou da lira não posso negar
Eu sou da lira não posso negar

Ó abre alas que eu quero passar
Ó abre alas que eu quero passar
Rosa de ouro é que vai ganhar
Rosa de ouro é que vai ganhar


AURORA


Mário Lago-Roberto Roberti, 1940

Se você fosse sincera
Ô ô ô ô Aurora
Veja só que bom que era
Ô ô ô ô Aurora

Um lindo apartamento
Com porteiro e elevador
E ar refrigerado
Para os dias de calor
Madame antes do nome
Você teria agora
Ô ô ô ô Aurora

ALLAH-LÁ-Ô


Haroldo Lobo-Nássara, 1940

Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô

Mas que calor, ô ô ô ô ô ô
Atravessamos o deserto do Saara
O sol estava quente
Queimou a nossa cara

Viemos do Egito
E muitas vezes
Nós tivemos que rezar
Allah! allah! allah, meu bom allah!
Mande água pra ioiô
Mande água pra iaiá
Allah! meu bom allah

A JARDINEIRA


Benedito Lacerda-Humberto Porto, 1938

Ó jardineira porque estás tão triste
Mas o que foi que te aconteceu
Foi a camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu

Vem jardineira vem meu amor
Não fiques triste que este mundo é todo seu
Tu és muito mais bonita
Que a camélia que morreu

LINDA MORENA


Lamartine Babo, 1932

Linda morena, morena
Morena que me faz penar
A lua cheia que tanto brilha
Não brilha tanto quanto o teu olhar

Tu és morena uma ótima pequena
Não há branco que não perca até o juízo
Onde tu passas
Sai às vezes bofetão
Toda gente faz questão
Do teu sorriso

Teu coração é uma espécie de pensão
De pensão familiar à beira-mar
Oh! Moreninha, não alugues tudo não
Deixe ao menos o porão pra eu morar

Por tua causa já se faz revolução
Vai haver transformação na cor da lua
Antigamente a mulata era a rainha
Desta vez, ó moreninha, a taça é tua



O TEU CABELO NÃO NEGA


Lamartine Babo-Irmãos Valença, 1931

O teu cabelo não nega mulata
Porque és mulata na cor
Mas como a cor não pega mulata
Mulata eu quero o teu amor

Tens um sabor bem do Brasil
Tens a alma cor de anil
Mulata mulatinha meu amor
Fui nomeado teu tenente interventor

Quem te inventou meu pancadão
Teve uma consagração
A lua te invejando faz careta
Porque mulata tu não és deste planeta

Quando meu bem vieste à terra
Portugal declarou guerra
A concorrência então foi colossal
Vasco da gama contra o batalhão naval

Acorda, Maria Bonita
Acorda Maria BonitaLevanta vai fazer o caféQue o dia já vem raiandoE a polícia já está de péSe eu soubesse que chorandoEmpato a tua viagem
Meus olhos eram dois riosQue não te davam passagemCabelos pretos aneladosOlhos castanhos delicadosQuem não ama a cor morenaMorre cego e não vê nada 







CARNAVAL



Leitura Informativa:


O Carnaval é uma festa popular que não tem data fixa para acontecer.

Geralmente é comemorado no mês de fevereiro ou no início do mês de março.

O Carnaval, nas principais ruas e avenidas das cidades é muito animado, com carros de som, trios elétricos e blocos de rua.

Nos clubes, algumas pessoas costumam usar fantasias muito ricas, diferentes e coloridas.

O Carnaval brasileiro, e especialmente o do Rio de Janeiro, é famoso no mundo inteiro, pela alegria contagiante do povo.


Atividade:
 
Nosso carnaval 17/02/2012
 professora Vilma e turminha do maternal II

 Tia Geni e turminha
 Tias Geni e Giedre
 Ivanilda, Sueli e minha turminha
 Cátia, Lázara, Vilma, Geni, Ivanilda, Giedre, Sueli e turma do maternal II

Galerinha reunida...



Professora Vilma e Marya Lara


Tia Geni e alunos do  maternal II


Que gracinhas...


Profª Vilma, Lorrany e Lorena

2 comentários: