segunda-feira, 21 de março de 2011

PROJETO "EU"

Alunos atendidos: Projeto Maternal I e II.

Justificativa



A construção da identidade é um processo permanente, que ocorre através do contato com outras pessoas e com o meio. Na faixa etária, que corresponde ao nível do Maternal a criança começa a se perceber como indivíduo, com seus gostos, seus prazeres, seus temores e começa também a perceber o outro. As atividades coletivas são importantes, para as crianças perceberem o outro, lidar com regras e frustrações.

A interação da criança com o ambiente acontece por meio da observação e da exploração do espaço. Para ajudá-las nesse processo de descobertas e conquistas, é preciso trazer um pouco do seu mundo familiar para esse novo espaço.

No princípio o projeto irá trabalhar a descoberta do eu, a percepção do corpo e do espaço, o resgate da própria história, e gradativamente passará para o mundo das relações com o outro, bem como nossas semelhanças e diferenças. Isso acontecerá de forma lúdica, através de brincadeiras, histórias e vivências para favorecer a criação de um espaço mágico e acolhedor.



Objetivo geral




Construir a própria identidade, mediante o conhecimento de seu próprio corpo e da descoberta do outro com suas possibilidades e limitações.



Objetivos específicos




• Favorecer a exploração corporal através das diversas linguagens,

• Possibilitar a familiarização com a imagem do próprio corpo;

• Desenvolver o senso de cooperação;

• Trabalhar semelhanças e diferenças;

• Enriquecer de forma gradativa o vocabulário;

• Favorecer o desenvolvimento da autonomia;

• Oportunizar o contato com materiais diversos;

• Valorizar as manifestações das crianças;

• Ampliar a relação escola/família;

• Oferecer situações de experimentação, favorecendo a construção do conhecimento de mundo natural e social;

• Conhecer os órgãos dos sentidos e através do concreto diferenciá-los;

• Introduzir o hábito de ouvir e contar histórias;

• Ampliar o universo cultural;

• Desenvolver a imaginação;

• Promover a socialização.



Desenvolvimento




• Conversar sobre cada criança;

• Observação de fotografias;

• Desenhos artísticos, com materiais diversos;

• Brincadeiras coletivas para integração do grupo;

• Envolver a família em atividades de pesquisa;

• Trabalhar com espelho para reconhecimento do corpo;

• Atividades que oportunizem a criança utilizar o corpo de diversos modos;

• Propiciar atividades diversificadas que envolvam ações de afeto e de valores;

• Ensinar músicas sobre o corpo;

• Trabalhar atividades de pintura e colagem;

• Contar de histórias sobre a família, corpo etc;

• Promover momentos de experimentos dos órgãos dos sentidos;

• Promover a socialização e interação das crianças.



Avaliação



O processo de avaliação será contínuo, e terá como base à observação das crianças, do grupo perante as atividades e desafios propostos, e na exploração do mundo, bem como na interação com os sujeitos envolvidos. Será valorizada todas as conquistas, vivencias e descobertas por parte das crianças.

                                                   Professoras: Vilma Orlando e Débora Rodrigues


DINÂMICA: A MÚSICA DOS NOMES


TEMPO: 30 minutos.

ESPAÇO: Sala de atividades ou pátio.

OBJETIVOS: Reconhecer o próprio nome e reforçar o vínculo com a professora.

Escolha uma música na qual você possa incluir o nome das crianças. Alguns exemplos: “Se Eu Fosse um Peixinho”, “A Canoa Virou”, “Ciranda, Cirandinha” e “Fui ao Itororó”. Reúna a turma em um local agradável, forme um círculo com as crianças sentadas ao chão( ou pode sentarem nas cadeirinhas e a professora colocar a mão na cabeça do aluno e cante. A intenção é fazer com que se familiarizem com os nomes.



Professora: Débora incentivando o prazer pela música e desenvolvendo a oralidade e também a socialização.


TRABALHO COM ESPELHO:CAIXA DE SURPRESA




ESPAÇO: Sala de atividades ou pátio.

MATERIAL: Caixa com espelho pequeno.

OBJETIVO: Brincar com a própria imagem e auto conhecimento.

PREPARAÇÃO: ... E avise: “Sempre que vocês abrirem a caixa encontrarão uma surpresa”. Não pode contar aos amigos o que viram. Após todos participarem poderão revelar oralmente o que viram.A professora deve ressaltar a importância de cada pessoa e o quanto os alunos são importantes para ela , valorizando-os.



                                     
Professora: Vilma, fazendo a dinâmica promovendo o auto conhecimento e aumento da auto estima.




Dinâmica : IDENTIDADE


Com o objetivo de desenvolver a identidade, sugere-se a seguinte atividade para crianças da educação infantil, entre dois e três anos:

• Material utilizado: espelho grande (prefira fixá-lo na parede).

• Atividade: Estimule a criança a olhar atentamente a própria imagem.

Solicite que ela toque diferentes partes do corpo.

Sugira brincadeiras como balançar os cabelos, levantar os ombros e cruzar os braços.

Encoraje-a a imitar os gestos das outras crianças.

• Desenvolvimento: A atividade deve ser realizada em frente ao espelho, com o intuito de estimular a observação e aumentar a autoestima.



Em círculo, sentados de forma confortável, provocar os alunos para que observem seus próprios corpos e façam comparações: __ Quem é mais alto? Quem é mais baixo? Quem tem a mesma altura? __Quem tem cabelos loiros? Quem tem cabelos castanhos? Quem tem cabelos pretos? __ Quem é negro? Quem é moreno? Quem é branquinho? __ Quem tem olhos azuis? E castanhos? __ Quem é menino? Quem é menina?


E assim propor que se agrupem de diferentes formas:



Exemplo:

__Vamos juntar todas as crianças que tem cabelo bem curtinho do lado esquerdo em pé e todas as crianças que tem cabelos compridos do lado direito sentadas.

__Vamos juntar os meninos de um lado e as meninas do outro.

Assim, o professor pode ir brincando, criando diferentes situações de acordo com a sua turma, sempre tendo como objetivo que façam comparações a partir das diferenças e semelhanças existentes no próprio corpo e no corpo dos amigos.




Música: Partes do Corpo:



Cabeça, ombro, joelho e pé. Joelho e pé.

Cabeça, ombro, joelho e pé. Joelho e pé.

Olhos, ouvidos, boca e nariz.

Cabeça, ombro, joelho e pé. Joelho e pé.


Cantar a música dramatizando-a;

Pedir que as crianças mostrem as partes do corpo em si e nos amigos;

Mostrar gravuras e pedir que indiquem as partes do corpo.





O contorno do corpo do Airtom , foi desenhado na folha pardo, observando o que faltava, foi questionado e desenhado, o que faltava e forão feitas as seguintes perguntas: Tem olhos? Quantos? Tem boca? Quantas?E nariz tem? Quantos?Orelhas tem? Quantas?Tem cabelo? Colocamos na exposição. As crianças gostaram muito desta atividade.


Brincando com os sons


Você já reparou quantos sons podemos fazer com nosso corpo?

Vamos produzir sons:

Com o nariz:

espirrar; fungar;

Com a boca:

estalar a língua;

assobiar;

assoprar;

jogar beijo;

encher a boca de ar e soltá-lo devagar;

espirrar ;

tossir;

Com os dedos:

estalar;

bater os dedos da mão contra a palma de outra mão;

Com as mãos:

bater palmas com as mãos abertas;

bater palmas com as mãos em forma de concha;

bater com as mãos em várias partes do corpo;

Com os pés:

arrastá-los para frente(o pé todo);

arrastá-los para trás (com as pontas);

golpear o chão com a ponta dos pés;

galopar;

pular com os dois pés;


História: CD da história: Chapeuzinho vermelho, colocar e escutar.


Colocar a capa vermelha e dramatizar a história, recontando-a e questioná-los :

*Nome da história;

*Onde Chapeuzinho foi? O que ela foi fazer? Onde a vovó mora? Quem ela encontrou no caminho?

*Quando ela chegou ela achou a vovó esquisita, diferente? Como ela falou que estavam os olhos da vovó? A vovó disse para que servia o nariz? E a boca? E depois o que aconteceu?

* Quem chegou para salvar a Chapeuzinho e a vovó? O que ele fez com o lobo? Como viveram a vovó e Chapeuzinho?




Entregar tira de crepom e com as crianças fazer bolinhas de crepom, reforçando a aprendizagem da cor vermelha e promovendo o desenvolvimento motor.



Tia Geni, dançando com as crianças e jogando bexigas vermelhas. Prazer pela dança, a atenção e a socialização.



Tia Giedre, brincando com as crianças no pátio de motocas e caminhões. Desenvolvimento motor e interação.




Professora: Vilma, brincando de Lego com os alunos despertando a imaginação e criatividade.



Na aula de educação física, Professora Andréia e nós pintamos um coração vermelho no rosto das crianças, foi levado um espelho em sala de aula para se observarem. Cantamos a música:


Eu vi um sapo

Eu vi um sapo na beira do rio

De barriga verde, sentindo frio

Não era sapo, nem perereca, (nem joaninha)

Era o(a)-------------- só de cueca.(só de calcinha).

A professora Andréia mostrava a criança no espelho.

Túnel: Foi colocado um túnel colorido as crianças passaram por dentro e na saída também foi colocado um espelho.


Foi muito legal, se divertimos a valer!!!

2 comentários: